Da guerra de bolinha de papel a uma invenção brilhante

Quem gosta de plantar certamente já passou por alguma dificuldade no momento de tirar a muda daquele saco preto e coloca-la no solo. Para os alunos da Escola Estadual Técnica Agrícola Desidério Finamor, em Lagoa Vermelha, no Rio Grande do Sul, não seria diferente, na escola existe uma horta e como o plástico das mudas não é biodegradável ele contaminaria o solo. Os alunos do 2º ano de ensino médio, durante uma brincadeira de guerra de bolinha entre as aulas, perceberam que o papel molhado se desmanchava facilmente quando em contato com algum obstáculo e tiveram a brilhante ideia de fazer embalagens com papel para as mudas, eliminando o problema da contaminação, já que o papel se desintegraria no solo, além de ajudar o problema de excesso de papel acumulado.

Com ajuda da professora Simone Castelan, eles estudaram e desenvolveram um copo com papel. Além de todos os benefícios citados acima, o copinho possui tamanho ideal para as mudas se desenvolverem, na hora de plantar é necessário somente cavar o buraco do tamanho do copinho e coloca-lo dentro e ao se decompor, que dependendo do clima leva em torno de 25 dias, o copo vira nutriente para a planta.

Os alunos testaram a técnica, deixaram 18 dias as mudas se desenvolvendo nos copinhos antes de serem transplantadas. Observaram os limites do copo, que não pode ficar em local muito úmido, pois assim ele pode desmanchar antes de ir para o solo, e que não se pode por muita terra dentro, porque sofre o risco de rachar. Mas com tantos benefícios, este é o menor obstáculo.

Para produção do produto, os jovens colocaram folhas de papel submersas em água quente até o começar a dissolver e, depois, batiam a mistura em um liquidificador. Em seguida, com auxilio de uma peneira retiraram todo o líquido  e adicionaram uma pequena porção de terra, criando uma “massa” que, moldada, se transformou nos pequenos vasinhos para as mudas.

Em 2016, ganharam o prêmio “criativos da escola” e agora eles sonham em levar a ideia como fonte de renda para as pessoas da comunidade, segundo seus testes, o copinho pode ficar até 45 dias fora do solo sem desmanchar. As mudas da escola agora são todas plantadas no copinho sustentável dos estudantes.

 E ai, gostou da ideia?

Leia também!

0 Comments CLIQUE E COMENTE →


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>