Melhor ser urbano do que silvestre?

Nada mais irônico que uma natureza selvagem e perigosa para a fauna e flora, mas é essa a realidade. Mesmo os locais mais inacessíveis do mundo, geralmente explorados por ambientalistas e aventureiros conscientes em relação a preservação ambiental, quando alcançados por inescrupulosos em busca de notoriedade ou bens materiais não tardam a sofrer danos irrecuperáveis. Quando há podas e derrubada de árvores em ambiente urbano, geralmente há uma comoção popular que pode até evitar que as derrubem. Árvores que apresentam riscos de danos a pessoas e bens podem se manter em pé em parques e alamedas se a comoção popular assim definir. Mas milhares de hectares de florestas são derrubadas todos os anos e há pouca ou nenhuma comoção. Animais aprisionados em zoológicos para o entretenimento das pessoas, ao ser morto devido acidentes ou mesmo por causas naturais são dignos de cobertura jornalística e vigília popular, mas centenas de animais em risco de extinção são caçados por diversão ou para fins comerciais todos os anos e pouco é feito para que punam ou acabem com essas práticas criminosas. Viver no mato nunca foi tão perigoso para animais e plantas, de lá são arrancados e mutilados, para serem protegidos nas grandes cidades.

É o animalzinho de estimação – pet para os modernos – exótico que está na moda e presenteamos os nossos filhos, e aqueles peixinhos lindos que são retirados dos corais desequilibrando o ecossistema marinho porque seu filho assistiu ao filme infantil nas férias e o quer em um aquário, é o pássaro aprisionado em uma gaiola para cantar para o seu “dono”. Todos eles não estão seguros em seu ambiente, seja na floresta ou água, mas certamente não estão mais seguros nas cidades ou nas nossas casas.

Quando abraçamos e protegemos uma árvore na cidade, milhares outras serão derrubadas em alguma floresta pelo mundo. Quando nos comovemos pelo assassinato de um animal silvestre em área urbana outras dezenas serão caçados por nada em seu habitat. Vamos abraçar e cuidar de todos e em todos os lugares.

Leia também!

0 Comments CLIQUE E COMENTE →


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>