Estudos indicam perigo na batata frita e no pão francês.

O pão francês e a batata frita são verdadeiramente os queridinhos da maioria da população brasileira quando o assunto é comida! O que pouca gente sabe é que eles podem ser maléficos para a sua saúde.

O estudo sobre isso e a descoberta foram feitos por cientistas suecos, vindo ao público em abril de 2002. O assunto tem gerado profundos estudos e discussões. Inicialmente feito com batatas fritas e, hoje, sendo válido para diversos alimentos com alto teor de carboidratos e que são submetidos à temperaturas elevadas, passando de 120°. Estão entre um dos alimentos com pior classificação o pão francês, principalmente o moreninho (forte presença no cardápio brasileiro) e a batata frita.

Essas substâncias com altos teores de amido, quando superaquecidas, passam por reações formando o composto Acrilamida – substância preocupante, sendo avaliada como cancerígena ao homem de acordo com testes em laboratório efetuados pelo Center for Science in the Public Interest (CSPI) (USA).

Apesar de os estudos ainda estarem em andamento e não se saber quantitativamente o quanto prejudicial esta substância é, o FDA (Federal Drug Adsministration) deveria desde já sinalizar consumidores quanto ao risco nesses alimentos, pois sabe-se que a quantidade de acrilamida em uma embalagem grande de batatas fritas de lanchonete contém no mínimo 300 vezes mais da substância do que o nível permitido pelo EPA (Environmental Protection Agency).

Em entrevista ,  Michael F. Jacobson, diretor do FDA afirmou:

“Há muito tempo já existem razões para se evitar ou diminuir o consumo de batatas fritas e do pão francês”. Acrilamida é uma nova razão para se consumir menos esses alimentos.

Não se sabe ainda qual a partir de qual limite isto poderá causar sérios problemas ao homem, porém a partir dos estudos disponíveis em modelo animal (ratos) chegou-se à conclusão de ser uma substância cancerígena ao observar o desenvolvimento de vários tipos de cancro nesses animais. Para OMS (Organização Mundial de Saúde) é certo que qualquer exposição à substância representa sempre um risco, mesmo que muito baixo. Esse risco aumenta consoante a exposição for maior.

Recentemente,  a European Chemical Agency adicionou a acrilamida à lista de substâncias de alta preocupação (Substances of Very High Concern) e a FDA publicou uma lista com a concentração de acrilamida em vários alimentos.

Segundo pesquisadores, a coloração marrom tanto no pão, quanto em torradas e batatas fritas, após o superaquecimento, indica presença da acrilamida.

Para o médico Joseph Mercola, Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, alimentos crús são a chave da vida.

” A maioria dos alimentos perde seu valor nutritivo quando cozidos, assados e fritos. Entretanto as altas temperaturas (acima de 170 graus) causarão potencialmente a formação de substâncias cancerígenas como a acrilamida. Já foi provado que mesmo a carne ao ser grelhada produz aminas heterocíclicas , por exemplo.” – Mercola.

Leia também!

0 Comments CLIQUE E COMENTE →


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>